Fisioterapia Neurológica em Idosos









Na fisioterapia gerontológica direcionada para idosos com disfunções neurológicas o objetivo principal é oferecer ao paciente formas de conseguir um maior grau de independência.

As patologias neurológicas mais comuns nos idosos são o AVC (Acidente Vascular Encefálico), Doença de Parkinson e Mal de Alzheimer e cada uma apresenta particularidades, fazendo com que o tratamento nesses casos seja bem diferente.

No AVC é preciso trabalhar para manter a independência funcional e qualidade de vida com as limitações que foram causadas pelas sequelas da doença, que geralmente são a hemiplegia e ou hemiparesia.

Nesses casos é importante trabalhar o fortalecimento muscular e as mobilizações articulares, para manutenção da saúde das articulações. Técnicas de diminuição da espasticidade também são indicadas para auxiliar na reabilitação.

Na Doença de Parkinson o objetivo principal é tratar os distúrbios apresentados pelo paciente, adiando possíveis complicações causadas pela progressão da doença.

No Mal de Alzheimer é preciso manter o idoso em atividade e com maior independência possível, respeitando as limitações das fases da doença e prevenindo complicações.

Existem doenças que levam o paciente a incapacidades, e os fazem ficar acamado por dias, meses ou anos.  Alguns cuidados especiais devem ser tomados, seja no hospital ou no domicílio. O idoso para ser considerado frágil precisa apresentar três ou mais critérios que foram citados acima, podendo estar ele acamado ou não, ou vir a ficar. Já o paciente dependente é aquele que necessita de ajuda, podendo ser ajuda parcial ou total para realizar suas atividades de vida diária (como alimentação, higiene, vestuário, transferências e locomoção).

O objetivo geral da fisioterapia em pacientes frágeis, dependentes, e consequentemente, acamados, é evitar os efeitos deletérios do imobilismo, e recuperar a função, se possível, de acordo com a condição clínica do idoso. A fisioterapia motora poderá incluir exercícios de alongamento muscular, mobilização articular, dissociação de cinturas escapular e pélvica, estimulando atividades como rolar, sentar, e levantar, prevenindo o aumento rigidez articular e atrofias musculares. A fisioterapia respiratória também é de extrema importância para prevenir complicações pulmonares.

Na Fisioterapia para idosos é muito importante levarmos em consideração presença ou ausência de doença, e nível de independência e autonomia que ele apresenta. Tudo sobre Fisioterapia Gerontológica se mostra eficiente para a manutenção e melhora da capacidade funcional, aumentando a qualidade e a perspectiva de vida, pois enxerga todos os aspectos que envolve o idoso.

Antes de terminar esse texto, preciso te indicar o ebook Fisioterapia em Gerontologia e Geriatria: Uma Realidade Prática.  Este e-book demonstra o contexto do envelhecimento no Brasil, oferecendo ao fisioterapeuta embasamento, com técnicas e conduta para atuar em aspectos comuns na assistência ao idoso. Clique aqui e saiba mais!


  • EBOOK GRATUITO: Carreira em Fisioterapia Neurofuncional

  • Capacite-se para atender melhor os pacientes:
  • Anamnese - Passo a Passo para uma boa avaliação
  • Exercícios Físicos no Controle da Dor
  • Liberação Miofascial Instrumental MioBlaster (IASTM) + Ventosas

  • Gostou o texto? Nos siga nas redes sociais: Instagram, Facebook e Twitter

    Quer anunciar neste blog?
    Mande uma mensagem no Whatsapp clicando aqui

    Quer sugerir uma pauta?
    Mande uma mensagem no Whatsapp clicando aqui ou um email clicando aqui

    Poste um Comentário

    Tecnologia do Blogger.