Equoterapia ajudando Fisioterapia no AVC










EQUOTERAPIA - Associação de Pais e Amigos do Centro de Reabilitacao


A equoterapia - prática em que o cavalo é utilizado para atingir objetivos terapêuticos - mostrou-se eficaz na recuperação de pacientes adultos que foram vítimas de acidente vascular cerebral (AVC), popularmente conhecido como derrame.

As terapias com cavalos são recentes no Brasil - as primeiras experiências datam de 1989. Em geral, são conhecidos quando aplicados em crianças com paralisia cerebral, déficit de aprendizagem, Síndrome de Down e outros tipos de doenças. Isto porque existem aspectos lúdico e educacional no método.


Ela serve para complementar o tratamento de indivíduos com deficiências ou necessidades especiais, como a síndrome de Down, paralisia cerebral, derrame, esclerose múltipla, hiperatividade, autismo, crianças muito agitadas ou com dificuldade de concentração, por exemplo.Esse tipo de terapia para pessoas com necessidades especiais deve ser feito em um ambiente adequado e especializado, pois o cavalo deve ser manso, dócil e bem treinado para que o desenvolvimento da pessoa seja estimulado e o tratamento não seja comprometido. Durante todas as sessões é importante, além do treinador do cavalo, a presença de um terapeuta para orientar os exercícios.

A equoterapia é uma ótima opção terapêutica principalmente para crianças com necessidades especiais, pois os exercícios realizados no cavalo altera a resposta do sistema nervoso central e permite melhora na postura e na percepção do movimento. Os principais benefícios da hipoterapia são:
  • Desenvolvimento do afeto, devido ao contato da pessoa com o cavalo;
  • Estimulação da sensibilidade tátil, visual e auditiva;
  • Melhora da postura e do equilíbrio;
  • Aumenta a autoestima e a autoconfiança, promovendo a sensação de bem-estar;
  • Melhora o tônus muscular;
  • Permite o desenvolvimento da coordenação motora e percepção dos movimentos.
Além disso, a equoterapia faz com que a pessoa se torne mais sociável, facilitando o processo de integração nos grupos, o que é muito importante.

A equoterapia pode ser utilizada como recurso terapêutico na fisioterapia porque ela alcança inúmeros benefícios posturais porque o andar do cavalo provoca uma série de reações no corpo do paciente, fazendo com que ele esteja sempre em busca do seu próprio equilíbrio.

O cavalo consegue transmitir impulsos ritmados para as pernas e para o tronco do paciente, levando a contrações e relaxamentos que facilitam a percepção do próprio corpo, noção da lateralidade e da manutenção do equilíbrio.

Os resultados podem ser vistos em poucas sessões e, como o tratamento é visto de forma lúdica para os pais e para o paciente, a sensação de bem-estar no final da sessão é facilmente observada.
Sendo que uma das relevâncias da Equoterapia para o Fisioterapia e a satisfação da recuperação e a melhora significativa do seu paciente especial.

 Os pacientes tiveram melhora na qualidade de vida e nos aspectos motores dos membros inferiores, e isto demonstra que a terapia com cavalos pode estimular o paciente e ainda ser muito gratificante. A aplicação da equoterapia varia de acordo com o paciente e com a resposta que se tem a cada exercício, pois não há um programa específico a ser seguido.

Publicado em 09/10/10 e revisado em  05/05/20



Capacite-se para atender melhor os pacientes:
  • Anamnese - Passo a Passo para uma boa avaliação
  • Exercícios Físicos no Controle da Dor
  • Liberação Miofascial Instrumental MioBlaster (IASTM) + Ventosas

  • Gostou o texto? Nos siga nas redes sociais: Instagram, Facebook e Twitter

    Quer anunciar neste blog?
    Mande uma mensagem no Whatsapp clicando aqui

    Quer sugerir uma pauta?
    Mande uma mensagem no Whatsapp clicando aqui ou um email clicando aqui

    Poste um Comentário

    Tecnologia do Blogger.