Distúrbios de movimentos


>




Movimentos involuntários são movimentos anormais excessivos e que não podem ser controlados pela vontade do indivíduo.

São conhecidos como hipercinesias e incluem tremores, distonias, coreias, balismos, mioclonias, e combinações variadas entre as anteriores. Estes movimentos involuntários são anormalidades para a qual há muitas causas, a depender do tipo específico de movimento, que é definido clinicamente através do exame do paciente e, eventualmente através de caracterização eletrofisiológica (eletroneuromiografia).

Tremores
movimentos involuntários rítmicos, oscilantes, de qualquer parte do corpo, causados por contrações alternadas de grupos musculares. O movimento pode estar presente em repouso (tremor de repouso ou estático), aparente apenas na movimentação (tremor cinético ou de ação) ou em determinada postura tremor postural.

Devemos observar a posição em que o tremor aparece assim como sua frequência (quantas vezes o movimento se repete por minuto). Estes dados são essenciais para suspeitar qual a causa do tremor e solicitar exames complementares para confirmá-la ou não de forma adequada. O tempo de instalação do tremor, assim como a distribuição no corpo e outros achados na história e exame físico também são valiosos.

Distonia
contrações musculares sustentadas, causando abalos lentos, tremores, movimentos de torção e posturas anormais. Ocorre contração simultânea de músculos agonistas (que facilitam o movimento desejado) e antagonistas (que dificultam o movimento desejado).

Coreia
é uma palavra de origem grega e significa dança. Os movimentos involuntários coreicos tem de início abrupto, explosivo, geralmente de curta duração, repetindo-se com intensidade e topografia variáveis, assumindo caráter migratório e errático, o que faz parecer que o indivíduo está realizando um tipo de dança ondulante.

Atetose
movimentos involuntários mais lentos, sinuosos, frequentemente contínuos, lembrando uma contorção, que envolvem predominantemente as extremidades.

Balismo
movimentos involuntários amplos, de início e fim abruptos que levam a deslocamentos bruscos, violentos, colocando em ação grandes massas musculares, assemelhando-se a chutes ou arremessos. Em geral, o balismo ocorre apenas em um lado do corpo, sendo assim chamado de hemibalismo. Também frequentemente associa-se a movimentos coreicos na extremidade distal do membro afetado, denominando-se assim hemicoreia/hemibalismo.

Share on Google Plus

About Faça Fisioterapia

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.
    Blogger Comment
    Facebook Comment