Algumas patologias abordadas na Fisioterapia Neurológica







Resultado de imagem para fisioterapia neurologica

A fisioterapia Neurológica têm o objetivo de analisar os déficits neurológicos e determinar o tratamento adequado para cada paciente. O objetivo do tratamento é minimizar os efeitos da incapacidade, seja ela permanente ou não e readquirir a máxima independência funcional possível. Os resultados variam por muitas razões, por exemplo, grau do dano neurológico permanente, quais partes do sistema nervoso são afetadas, idade e capacidade anteriores do paciente, estado mental, motivação do paciente e condições associadas.

A Fisioterapia Neurológica – também chamada de Fisioterapia Neurofuncional – ocupa-se das limitações de movimentos decorrentes de doenças ou acidentes que afetam o sistema nervoso.

É uma área que requer muito conhecimento, dedicação e trabalho contínuo. Os casos muitas vezes são delicados e avançam lentamente. Mas os resultados podem ser surpreendentes!

Os pacientes com incapacidades neurológicas podem apresentar distúrbios de movimento complexos e extensos, além de danos sensoriais e cognitivos necessitando da fisioterapia neurológica.

A solução destas disfunções pode ser considerada em ambos os contextos: tanto o do fisioterapeuta, que identifica os problemas do paciente e lança mão de recursos e técnicas fisioterapêuticas neurológicas para o tratamento global do indivíduo, quanto o do próprio paciente, que aprende a lutar com o déficit de movimento através de estratégias compensatórias.

A recuperação das funções perdidas é o objetivo final da fisioterapia neurológica e, vários são os meios para alcançá-la.

A Fisioterapia em Neurologia pode ser dividida em duas grandes áreas: adulto e infantil.

Algumas das patologias abordadas na fisioterapia neurológica são:

Pacientes com Acidente Vascular Encefálico (A.V.E);

Pacientes com Traumatismos Cranianos (T.C.E);

Pacientes com Traumas Raqui-Medulares (T.R.M);

Pacientes portadores de Paralisia Cerebral;

Pacientes portadores de Mielomeningocele;

Pacientes com Lesão em Plexo Braquial;

Pacientes portadores de Paralisias Faciais

Entre outros.

Publicado em 04/08/11 e revisado em 08/11/19

Capacite-se para atender melhor os pacientes:
  • Anamnese - Passo a Passo para uma boa avaliação
  • Exercícios Físicos no Controle da Dor
  • Liberação Miofascial Instrumental MioBlaster (IASTM) + Ventosas

  • Gostou o texto? Nos siga nas redes sociais: Instagram, Facebook e Twitter

    Quer anunciar neste blog?
    Mande uma mensagem no Whatsapp clicando aqui

    Quer sugerir uma pauta?
    Mande uma mensagem no Whatsapp clicando aqui ou um email clicando aqui

    Poste um Comentário

    Tecnologia do Blogger.