Doenças neurológicas e a importância da fisioterapia







Existem diversas patologias de origem neurológica que desencadeiam sérias alterações no organismo; como é o caso do Acidente Vascular Encefálico (Derrame ou AVC), do Parkinson, da Síndrome de Guillan Barré e da Paralisia Cerebral. As manifestações podem envolver as funções motoras, sensoriais, mentais, de linguagem, entre outras. E o quadro desses acometimentos varia de paciente para paciente, tendo que considerar-se algumas variáveis como a extensão da lesão, o tipo de patologia, o tipo de tratamento, a idade do paciente, doenças relacionadas, ... A importância da fisioterapia nas doenças neurológicas vai muito além dos objetivos de prevenir complicações, de recuperar os movimentos comprometidos e manter a função respiratória adequada. Envolve paralelamente os objetivos psicossociais, atua diretamente na auto-estima do paciente, o fazendo perceber o quanto ainda é capaz e o quanto pode conquistar, independente da situação em que se encontra. Geralmente o fisioterapeuta acaba criando um forte vínculo com seus pacientes neurológicos. Pois o contato frequente na buscando da superação faz com que laços de amizade sejam criados. Fato que quase sempre ajuda no processo de recuperação. Se você tem alguém que possui alterações de origem neurológica, incentive-o a fazer fisioterapia, as conquistas diárias irão muito além dos movimentos corporais.

Capacite-se para atender melhor os pacientes:
  • Anamnese - Passo a Passo para uma boa avaliação
  • Exercícios Físicos no Controle da Dor
  • Liberação Miofascial Instrumental MioBlaster (IASTM) + Ventosas

  • Gostou o texto? Nos siga nas redes sociais: Instagram, Facebook e Twitter

    Quer anunciar neste blog?
    Mande uma mensagem no Whatsapp clicando aqui

    Quer sugerir uma pauta?
    Mande uma mensagem no Whatsapp clicando aqui ou um email clicando aqui

    Poste um Comentário

    Tecnologia do Blogger.