Diferença entre tetraplegia e paraplegia







http://veja.abril.com.br/imagem/lesoes-cadeirantes.jpg

Tetraplegia - Paralisia dos 4 membros secundários a lesão medular ao nível da coluna vertebral cervical.

Paraplegia - Paralisia dos membros inferiores secundária a lesão medular ao nível da coluna vertebral tóraco-lombar.


As causas mais freqüentes de lesão medular são os traumatismos, os processos tumorais e as infecções. Os traumatismos que mais atingem a medula espinhal são aqueles produzidos em acidentes de automóveis, ou mergulho em águas rasas. O nível em que há a lesão do 4. Segmento da medula torácico, do umbigo para baixo - lesão do 12. Segmento da medula torácico e etc.

Existem adaptações, algumas confeccionadas pelo próprio terapeuta ocupacional, que possibilitam maior desempenho funcional e independência do deficiente, daí ser fundamental a atuação do profissional terapeuta ocupacional em seu processo de reabilitação, valorizando e reforçando o potencial funcional dos deficientes.


Cuidados

A lesão medular impede a passagem dos impulsos voluntários do cérebro para a musculatura e das sensibilidades cutâneas até o cérebro. O controle voluntário da bexiga e intestino também estarão prejudicados levando a quadros de incontinência e posteriormente, retenção de urina e fezes.

Os cuidados com a pele são muito importantes para evitar formação de escaras (feridas) nos locais de contato diário entre colchão e proeminência ósseas, devem ser usados colchões de água e assentos especiais, nestes casos a higiene corporal é extremamente importante.


Os paraplégicos podem dirigir automóveis desde que sejam adaptados às suas deficiências e autorizados pelo Detran. Os pacientes com lesão medular (tetraplégico ou paraplégico) necessitarão de carros e cadeiras especiais para diminuir suas dependências e evitar complicações cutâneas e/ou osteo-musculares.

O tratamento do paciente lesado medular está diretamente ligado á causa básica; compressões por fraturas ou luxações, quase sempre são submetidos a trações e posteriormente cirurgias. Processos tumorais intra raqui, precisa, ser extirpados. Doenças infecciosas, respondem bem às medicações específicas para o agente agressor (antibióticos).

A fisioterapia é extremamente benéfica ao paciente e todos os lesados medulares terão que ser submetidos a sessões de fisioterapia motora.

Os cuidados com a alimentação e ingestão de líquidos também melhoram o funcionamento de intestino e bexiga, permitindo ao doente ter uma prévia de quando irá defecar ou urinar.


Equipamentos especiais

Paraplégicos e tetraplégicos, em menor ou maior grau, em geral precisa de alguns equipamentos especiais: cadeira de rodas; cadeira higiênica com acento para banho e para as necessidades fisiológicas; coletor de urina; apoio macio para os cotovelos (caso dos tetraplégicos) - que evitam ferimentos (escaras).
A cadeira ideal precisa ser leve e resistente, como as fabricadas com alumínio, carbono ou titânio, materiais leves que dão durabilidade ao equipamento. Também deve ser fácil de dobrar.

Capacite-se para atender melhor os pacientes:
  • Anamnese - Passo a Passo para uma boa avaliação
  • Exercícios Físicos no Controle da Dor
  • Liberação Miofascial Instrumental MioBlaster (IASTM) + Ventosas

  • Gostou o texto? Nos siga nas redes sociais: Instagram, Facebook e Twitter

    Quer anunciar neste blog?
    Mande uma mensagem no Whatsapp clicando aqui

    Quer sugerir uma pauta?
    Mande uma mensagem no Whatsapp clicando aqui ou um email clicando aqui

    Poste um Comentário

    Tecnologia do Blogger.