Avaliação Neurológica do Paciente em UTI









Aspectos importantes para a avaliação neurológica do paciente

. Avaliação do nível de consciência – Respostas aos estímulos verbais e dolorosos;

· Estado de alerta – Ativo, responde apropriadamente aos mínimos estímulos, perceptível ao meio;

· Letárgico – Lento ao falar, responde aos estímulos tátil e verbal, podendo apresentar confusão mental;

· Estado de obnubilação – Resposta lenta aos estímulos sensoriais profundos (dolorosos). A resposta pode ser verbal, com poucas palavras que não fazem sentidos;

· Estado de torpor – Não ocorre resposta verbal ao estímulo doloroso profundo, podendo apresentar movimentos inespecíficos;

· Estado de coma – Definido como estado de abolição de respostas ou respostas reduzidas e alteradas. O paciente tem perda completa da percepção do meio ambiente e de si próprio e do qual não pode ser despertado.



Tipos do Coma

· Neurológico – Pode decorrer de patologias como: AVC, TCE, tumores cerebrais, etc.

· Metabólico – Pode ser denominado de acordo com a patologia causadora ex: coma diabético, coma hepático, coma urêmico.

Classificação do Coma

. Grau I ou Vigil – O paciente mantém resposta à dor, reflexos e sinais vitais presentes;

. Grau II ou Leve – A resposta à dor está ausente, no entanto, os reflexos e sinais vitais estão presentes;

. Grau III ou Profundo - A resposta à dor e os reflexos estão ausentes, sinais vitais presentes;

. Grau IV ou Depassé – A resposta à dor, os reflexos e os sinais vitais estão ausentes.


Método de Avaliação Neurológica
Escala de Glasgow – utilizada internacionalmente para a avaliação neurológica, auxilia na determinação do prognóstico e na melhor interpretação do estado clínico do paciente.

Define o nível de consciência através da observação do comportamento baseando-se em um valor numérico.

Escala de Coma de Glasgow

Abertura Ocular
4 – Espontânea
3 – Comando Verbal
2 – à Dor
1 – Ausente

Melhor Resposta Motora
6 – Obedece a Comando
5 – Localiza Dor
4 – Retirada à Dor
3 – Flexão Anormal
2 – Extensão Anormal
1 – Sem Resposta

Melhor Resposta Verbal
5 – Orientado
4 – Desorientado
3 – Palavra Desconexas
2 – Sons Incompreensíveis
1 – Sem Resposta

Os valores fornecidos pelo somatório dos três indicadores da escala variam de 3 a 15. O total de 15 pontos indica um indivíduo neurofisiologicamente normal no que se refere ao nível de consciência.

Paciente é considerado comatoso quando não obedece às ordens, não emite palavras, não abre os olhos.


Avaliação das Pupilas

Observa-se o tamanho, simetria e reatividade pupilar à luz. As alterações das pupilas são geralmente encontradas no coma devida lesão cerebral.

Avaliação dos Reflexos:

. Oculocefálico – Realiza um giro horizontal da cabeça para um lado, ocasionando desvio conjugado do olhar para o lado oposto, isto mostra que não há lesão cerebral, se forem observados movimentos oculares assimétricos, desconjugados ou ausentes são indicativos de lesão cerebral.

. Oculovestibular – Consiste na irrigação de água gelada em cada ouvido com a cabeceira do leito a 30º. No paciente acordado a resposta é a presença de nistagmo, na presença de lesão cerebral ocorre um desvio dos olhos para o lado que está sendo irrigado ou ausência de reação.

. Sinais de Barbinsk – Está presente em grande parte das lesões neurológicas. Faz-se uma fricção na planta do pé, ocorrendo a dorsoflexão do 5º dedo e abertura como leque dos outros dedos.


Avaliação de Respostas Motoras
Utiliza-se estímulo verbal ou doloroso. (leito ungueal).

O paciente pode apresentar reação aos estímulos em todos os membros apresentando força normal, paresia, plegia, postura de decorticação (o paciente flete os membros superiores e estende os inferiores, representa lesão cerebral), postura de descerebração (o paciente estende tanto os membros superiores como inferiores, representa lesão neurológica grave) e arreflexivo (sem responder a qualquer estímulo).


Avaliação do Padrão Respiratório
Realizada através da observação da freqüência, do ritmo e da amplitude da respiração.



Capacite-se para atender melhor os pacientes:
  • Anamnese - Passo a Passo para uma boa avaliação
  • Exercícios Físicos no Controle da Dor
  • Liberação Miofascial Instrumental MioBlaster (IASTM) + Ventosas

  • Gostou o texto? Nos siga nas redes sociais: Instagram, Facebook e Twitter

    Quer anunciar neste blog?
    Mande uma mensagem no Whatsapp clicando aqui

    Quer sugerir uma pauta?
    Mande uma mensagem no Whatsapp clicando aqui ou um email clicando aqui

    Poste um Comentário

    Tecnologia do Blogger.