A importância do cortex cerebral na fisioterapia


>



O córtex é a parte mais desenvolvida do cérebro humano é responsável pelo pensamento, raciocínio, funções cognitivas, processos de percepção sensorial (visão, audição, tato e olfato) e a capacidade de produzir e entender a linguagem. O córtex é dividido em dois hemisférios (esquerdo e direito) e subdividido em lobos (frontal, parietal, temporal e occipital).


Lobo frontal: o lobo frontal abriga a área motora (responsável pelas instruções nos movimentos), responsável pelo planejamento e execução do atos motores voluntários. Ademais, a área responsável pela produção da fala está localizada no giro frontal inferior, no hemisfério que é dominante para a linguagem (quase sempre o hemisfério esquerdo). A faculdade de planejamento, representação mental do mundo externo, comportamento emocional e personalidade também são atribuídos aos lobos frontais.

Lesões bilaterais nessa parte do cérebro podem ser produzidos por doença ou por lobotomia frontal. Essas lesões produzem deficiência da atenção, dificuldade para solucionar problemas e comportamento social inadequado. O comportamento agressivo também fica reduzido e perde-se o componente motivacional-afetivo da dor, embora a sensação de dor permaneça.

Lobo parietal: Esse lobo está envolvido no processamento dos sinais que vêm das sensações. A informação visual oriunda do lobo occipital atinge o córtex parietal de associação e também o lobo frontal e ela auxilia na orientação visual dos movimentos voluntários.

Lobo occipital: Os lobos occipitais são especializados nos processos intrincados da visão. Os campos oculares occipitais afetam os movimentos dos olhos, controlando os movimentos convergentes, constrição e acomodação pupilares.

Lobo temporal: Os lobos temporais estão relacionados à memória, à audição, ao processamento e percepção de informações sonoras e à capacidade de entender a linguagem. Esse lobo também está relacionado ao processamento visual de ordem superior. Por exemplo, o giro temporal inferior está relacionado ao reconhecimento de faces.


Então nessa região estão o "centro" para apredizagem e fala. Além disso, existem mecanismos de associação para a integração das funções motora e sensitiva. Algumas áreas dos hemisférios cerebrais controlam a atividade muscular e suas células nervosas enviam processos para otronco encefálico e medula espinhal, onde se ligam as células motoras, cujos prolongamentos saem pelos nervos crânicos ou raízes ventrais.


Outras áreas são sensitivas e recebem impulsos que alcançaram a medula espinhal através de nervos periféricos e raízes dorsais e subiram pela medula espinhal e pelo tronco encefálico graças a uma sucessão de fibras nervosas e seus prolongamentos.



Então quando há uma lesão em qualquer uma dessas regiões que estão sendo representadas na figuras acima, pode haver deficiência na função que elas representam. Saber aonde foi a lesão do paciente é o ponto de partida para um tratamento eficaz.


Share on Google Plus

About ADMIN

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.
    Blogger Comment
    Facebook Comment