Saiba mais sobre a Fisioterapia Neurofuncional


>



Resultado de imagem para fisioterapia neurofuncional

Fisioterapia Neurofuncional é a área de especialidade da Fisioterapia que atua de forma preventiva, curativa, adaptativa ou paliativa nas sequelas resultantes de danos ao Sistema Nervoso, abrangendo tanto o Sistema Nervoso Central como o Periférico, bem como àqueles com doenças neuromusculares (do neurônio motor, da placa motora e do músculo propriamente dito – miopatias).

O Fisioterapeuta neurofuncional tem a responsabilidade de avaliar o paciente, dar o diagnóstico cinético funcional, prescrever o tratamento e realizá-lo. É responsabilidade deste profissional também, definir o momento da alta destes pacientes.
 
Objetivo Geral da Fisioterapia Neurofuncional

Os profissionais que trabalham nesta área desenvolvem ações de promoção, prevenção de agravos e recuperação da capacidade funcional de pessoas com condições clínicas que danificam o Sistema Nervoso Central (SNC) e/ou Sistema Nervoso Periférico (SNP). Em outras palavras, eles levam os pacientes a desempenhar suas atividades de vida diária como faziam antes da doença ou lesão e, quando não é possível uma recuperação completa, tentam readaptar as tarefas para que sejam executadas de uma forma mais simples.

Objetivos Específicos


A melhora na percepção de qualidade de vida, na capacidade funcional e a prevenção de complicações são, em resumo, os principais objetivos específicos da Fisioterapia Neurofuncional.

Profissionais especializados

As síndromes resultantes dos danos ao sistema nervoso diferem entre si dependendo da região atingida. As disfunções motoras e sensoriais decorrentes de dano neurológico interferem qualitativamente e quantitativamente no desempenho das atividades de vida diária, laborais e de lazer.

Assim sendo, o fisioterapeuta neurofuncional precisa ter conhecimento especializado e manter-se atualizado sobre:
  • O funcionamento do sistema nervoso e seu potencial plástico.
  • As repercussões funcionais das lesões por ele sofridas e
  • Os recursos fisioterapêuticos de eficácia cientificamente comprovada mais adequados a cada condição. 
O Tratamento

Os especialistas em Fisioterapia Neurofuncional precisam conhecer a fisiopatologia das doenças e/ou lesões que seus pacientes possuem, mas o que realmente vai determinar o sucesso do tratamento proposto será a correta avaliação das limitações funcionais que estes distúrbios proporcionaram. Afinal, quem fecha o diagnóstico clínico é o médico, sendo responsabilidade do fisioterapeuta apenas o estabelecimento do diagnóstico cinesiológico-funcional.

Diante de uma boa avaliação e um bom diagnóstico, o tratamento será feito com emprego de exercícios segmentares (separados por articulações e/ou regiões do corpo) e funcionais (atos motores da vida diária). A lógica da Reabilitação Neurofuncional é estimular a neuroplasticidade, através de técnicas que aprimoram uma função específica (ex: coordenação motora, diadococinesia, sensibilidades, dissociação de cinturas, equilíbrio postural) ou restauram uma função parcialmente perdida.

É também lançar mão de padrões e manobras respiratórias (com ou sem auxílio de aparelhos) para melhorar a força do diafragma e dos intercostais, aumentar a complacência pulmonar, otimizar a capacidade de tosse e desobstruir as vias aéreas, quando pertinente.
Publicada em 28/10/09 e revisada em 03/09/19




Dicas para Profissionais:
  • + de 70 ebooks de Fisioterapia na Neurologia
  • Curso de Agulhamento a Seco (Dry Needling)
  • Curso - Aprenda Auriculoterapia
  • Curso - Aprenda Ventosaterapia

  • Saiba mais sobre a Fisioterapia Neurofuncional Saiba mais sobre a Fisioterapia Neurofuncional Revisado by ADMIN on 15:12 Nota: 5