Fisioterapia minimiza os problemas deixados pelo AVC









A fisioterapia é essencial na recuperação de quem sofreu um Acidente Vascular Cerebral (AVC), mas o resultado depende de muita paciência e dedicação do paciente.

Há um mês, o autônomo Rodinei de Carvalho, de 51 anos, sofreu um AVC. Ele se lembra do que sentiu. Agora está em tratamento e faz sessões de fisioterapia. O primeiro passo, segundo a fisioterapeuta Francielle Democh, é trabalhar a flacidez que surge logo depois do derrame.

Os exercícios diários ajudam a fortalecer pescoço, cabeça e braços. O principal objetivo é tornar a pessoa o mais independente possível. No começo a recomendação é que a fisioterapia seja feita todos os dias. E a família também é fundamental na recuperação.

O tratamento é individual. E não tem data para terminar. Nada de resistência. A rotina do paciente e da família muda. E nessa hora entra a paciência.

Rodinei sabe muito disso. E não vê a hora de voltar. Força de vontade não falta. A superação vem a cada dia e com ela novas descobertas. A primeira conquista ele não esquece. Foi quando conseguiu apertar a mão de Francielle.

As vitórias não são apenas de quem teve um AVC. A fisioterapeuta também se emociona com seus sinais de melhora.

Capacite-se para atender melhor os pacientes:
  • Anamnese - Passo a Passo para uma boa avaliação
  • Exercícios Físicos no Controle da Dor
  • Liberação Miofascial Instrumental MioBlaster (IASTM) + Ventosas

  • Gostou o texto? Nos siga nas redes sociais: Instagram, Facebook e Twitter

    Quer anunciar neste blog?
    Mande uma mensagem no Whatsapp clicando aqui

    Quer sugerir uma pauta?
    Mande uma mensagem no Whatsapp clicando aqui ou um email clicando aqui

    Poste um Comentário

    Tecnologia do Blogger.